29 de jul de 2014

Opinion Zone: A Morte do Capitão Marvel

Fala pessoal, aqui é o estagiário do HQFan e no clima de CHUPA DC - por mais que ela seja a editora superior - venho fazer a resenha de mais uma história cRássica da Marvel a qual tive a oportunidade de ler faz algum tempo. A Morte do Capitão Marvel, por Jim Starlin

Só para deixar um recado, acabo não fazendo muito de HQs que estão saindo por eu cago para tudo não leio elas, não acompanhando nada das grandes editoras nem por scan. Mas como Nightmare Maker está com apenas o último volume faltando e tenho outras coisas em mente para resenhar - mas que estão bem fora do eixo do site - não prometerei nenhuma periodicidade nas resenhas. Mas chega de papo chato e vamos para essa puta história.



Capitão Marvel começa a história a história contando um pouco de sua vida em um gravador. Lá ele realiza o seu testamento e suas memórias - de modo similar ao Super-Homem em All Star Superman... Que referência, hein seu Grant Morrison? - e depois de uma visita ao planeta Titã, onde ele enfrentou Thanos, que virou uma estátua de pReda, o leitor descobre que ele sofre de um mal maligno que aflige vários planetas do Universo Marvel, sendo na Terra chamado de Câncer. Por mais que a medicina de Titã fosse avançada, o caso do Capitão era terminal. A ampulheta do tempo de sua vida já estava nos últimos grãos de areia.



Caras, vou até ser rápido na hora de descrever essa história: FODA! O roteiro de Starlin faz você sentir o sofrimento do Capitão ao saber que está numa luta em que um guerreiro como ele não pode vencer. Não só isso, como a reação dos Vingadores ao ter ideia do destino do amigo deles e suas tentativas de conseguir auxiliar-lo. Não somente isso como acompanhado também do sofrimento que o personagem vai passando até finalmente chegar ao fim de sua existência.

O problema do câncer também é muito bem tratado. Civilizações guerreiras como a kree e a humana não se preocupam em tratar desse mal e a população de ainda em civilizações como a de Titã ele é incurável em estados tão avançados. Talvez alguns tenham enfrentado nas suas famílias situações dessas e vão se sentir ainda mais tocados por isso tudo.


A arte do Starlin é competentíssima, mas isso não é novidade. Para não bancar o manjador de quadrinhos velhaco, vou confessar que esse foi o primeiro trabalho do cabra que eu li e gostei muito do traço dele. É aquele traço classicão, mas é um puta classicão, que nem o traço do Dave Gibbons, que alguns acham "velho e datado, mimimi...". Os olhinhos do leitor não seram agredidos, muito pelo contrário.


Por fim, é uma leitura obrigatória para todos. Não somente trata de um tema que infelizmente ainda é atual, a história é de 1982, como trata da morte de uma forma tocante. Não se preocupem se os seus olhos suarem, pois isso é muito capaz de acontecer. O Capitão Marvel está dando uma volta de mãos dadas com a Morte e se os editores da Marvel forem espertos vão deixar assim.

Bom, que acharam? Deixem sugestões, críticas, elogios, perguntas para o Mestre e entre outras coisas nos cometários do post. Um abraço e até o próximo post!

comments powered by Disqus

Copyright @ 2013 HQFan Beta.

Distributed By Blogger Themes | Designed by Templateism | MyBloggerLab