19 de mai de 2014

Resenha de BroForce: FUCK YEAH!



Brucutus, explosão, jogo de plataforma 16-bits. Esse é o jogo Indie BroForce. Eu particularmente jogo muito pouco quando se trata de indie games, mas esse eu tive que jogar. O jogo segue basicamente um roteiro dos filmes de Brucutu dos anos 80. Temos uma Ilha, terroristas encapuzados e no final o vilão é o Diabo.


Broforce é um jogo que ainda está em desenvolvimento e está ganhando cada vez mais personagens clássicos dos anos 80/90. O gameplay é bem simples, você tem o botão de atirar, bomba e especial. É quase que um Metal Slug com Astros de Ação. Todos os nomes foram adaptados por questão de Copyright (afinal, os caras não tem grana pra pagar essa pá de estúdio né) A graça está em quantos caras você consegue matar e também em quanto tempo você termina a fase. E a cada prisioneiro que você salva, um novo brucutu aparece. A minha única crítica ao jogo é que quando você salva um prisioneiro, seu personagem muda. E que o MacGyver é muito ruim. MUITO. RUIM.


Mas a real graça do jogo está nos personagens. Blade, Ripley, Terminator, Neo, Ash, Robocop e entre outros estão no jogo. Você vai desbloqueando cada um com o tempo e cada um possui uma habilidade diferente. Como por exemplo, o Robocop ter sua clássica mira para travar os inimigos e atirar neles. O Ash, usa sua mão de serra elétrica para fatiar a galera, e etc. 


O jogo está em Early Acess no Steam e está custando a bagatela de 25 dilmas. (Não sei se vai subir, se subir Piratebay está aí pra isso) Porém, é um jogo que você tem a obrigação de ter na sua biblioteca da Steam caso curta todos esses heróis e etc. E como o jogo ainda está em desenvolvimento, você terá todas as features novas no exato momento que elas forem lançadas. 

É um jogo 8/10, muito por sua dificuldade (sim, é meio difícil) caos, explosões e brucutus. Vale a pena ser jogado e ver todas as referências aos personagens dos filmes de ação. 


comments powered by Disqus

Copyright @ 2013 HQFan Beta.

Distributed By Blogger Themes | Designed by Templateism | MyBloggerLab