15 de mar de 2014

Crítica Rápida: Robocop do Padilha


Ok, eu acredito em José Padilha. Ele fez os dois "Tropa de Elite" (ou "Elite Squad" nas gringa), uma franquia que consegue pegar personagens e demonstrar seus dramas pessoais, sem deixar de ser um excelente filme de ação e ainda evoluir seus personagens muitíssimo bem conforme o tempo passa de um filme pro outro, não sendo apenas mais um filme brasileiro de favela e crime, mas mostrando no Capitão Nascimento o herói (ou anti-herói) brasileiro. Quando falaram que José Padilha ia dirigir o Robocop, muitos ficaram feliz por um brasileiro ser diretor de um blockbuster norte-americano, enquanto outros diziam que ele nada mais seria que um amontoado de ordens do estúdio que Padilha cumpriria sem questionar, por ser peixe pequeno lá fora.


O CARALHO! Padilha se mostrou um excelente diretor, fazendo um filme que tem suas críticas sutis, como um apresentador de TV interpretado por Samuel L. Jackson que age exatamente como a mídia age, especialmente as grandes corporações como a rede Globo: manipulando fatos descaradamente. A crítica, como falei, é sutil, apresentada de forma corriqueira durante o filme (quase da mesma forma que acontece com aquele apresentador de TV em Tropa de Elite 2), assim como toda a questão do quanto Robocop está no controle de si mesmo ou "ele pensa que está no controle", como disse o personagem de Gary "Gordon" Oldman. O protagonista é um ator médio, se mostrando apenas bom no papel do policial Murphy, mas sem marcar. Mas isso pouco importa, pois o que se quer ver durante o filme todo é Robocop explodindo a porra toda. É nessa hora, quando o policial já é máquina, que o ator começa a passar toda a aflição de não ter quase nada de seu corpo humano, o relacionamento com seu filho e como passa a aceitar sua nova vida, como o policial do futuro.

Sim, o filme tem muitas críticas sociais. Sobre mais coisas do que se pode imaginar quando compra o ingresso. Mas é preciso estar atento para perceber, ou então o máximo de profundidade que você vai alcançar é um "novo filme do Robocop". E os saudosos que me perdoem, mas este é o meu filme preferido do policial do futuro.

Nota: 8/10


Quero trilogia!

comments powered by Disqus

Copyright @ 2013 HQFan Beta.

Distributed By Blogger Themes | Designed by Templateism | MyBloggerLab