10 de jan de 2013

HQFan Anima #01: Hotaru no Haka


Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouviram os gritos e gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra é o inferno.”
Gen. William T. Sherman


A dica de hoje é uma animação do Studio Ghibli. Para os que não conhecem, eles são responsáveis por grandes animações como: A viagem de Chihiro, O Castelo Animado, Meu amigo Totoro e etc.

Hotaru no Haka (Túmulo dos Vagalumes) de 1988, com direção de Isao Takara é baseada em uma história real, a animação recria as lembranças registradas no conto do escritor Akiyuki Nosaka.

É a animação mais assistida no Japão, e considerada pelo crítico de cinema Roger Ebert, um dos melhores filmes de guerra de todos os tempos.



Sinopse:


Seita e Setsuko vivem em um pequeno vilarejo japonês com a mãe. A guerra chega até essa família com a convocação do pai para o exército e com os ataques aéreos que os obrigam a se esconderem em abrigos. Separados da mãe em um desses ataques, as crianças vão morar com uma tia que os recebe a contragosto.





Animação, deriva da palavra latina “anima”, que significa: alma, sopro, vida. E é isso que sinto quando vejo as animações do Studio Ghibli. É de uma qualidade e sensibilidade enormes, tocando sempre em temas delicados, que nos levam a refletir sobre nossas atitudes para com o próximo e com o próprio planeta.




A história tem como pano de fundo a 2ª Guerra Mundial. Seita, um garoto de apenas 12 anos, após a convocação de seu pai para a marinha, acaba sendo o homenzinho da casa, o responsável pelas mulheres da família, sua mãe doente com problemas cardíacos, e sua irmãzinha Setsuko de apenas 4 aninhos.

Tudo vira de cabeça para baixo quando a cidade de Kobe no Japão é massivamente atacada, por bombas incendiárias pelos Estados Unidos, e o alvo eram as fábricas caseiras fantasmas, resumindo, tudo era alvo, até os abrigos.

Quem já estudou essa parte da história sabe muito bem o que estou falando, temos dois lados:
Aliados: A União Soviética, os Estados Unidos e o Império Britânico eram as principais forças. A França antes da sua queda e após a Operação Tocha, e a China no teatro de operações Ásia-Pacífico são também consideradas Potências aliadas. Já, a Polônia foi o primeiro país aliado, pois sua invasão deu início a Segunda Guerra Mundial na Europa, e o Brasil o único país América Latina.

Potência do Eixo: Encabeçado pela Alemanha de Adolf Hitler, pela Itália de Benito Mussolini e pelo Japão de Fumimaro Konoe (posteriormente Tojo Hideki) e do Imperador Hirohito, seus membros se referiam a ele como "Eixo Roma-Berlim-Tóquio". Além destas três nações principais, faziam parte outros menores.



E quando nos deparamos com esse tema, sempre pensamos, a história é contada pelo lado vencedor, e sempre torcemos pelo o mocinho. Aí que a coisa pega: Quem é o vilão? Quem é o mocinho?

Você finalmente percebe que a guerra não se restringe aos campos de batalhas, mas sim, dentro de nós mesmos.
É um tapa na cara da sociedade, as pessoas se transformam, não existe solidariedade, é cada um por si. É a luta pela sobrevivência, em meio à pobreza, doenças, falta de generosidade e sensibilidade dos adultos.

De repente você se surpreende tomando uma posição nessa guerra, e acaba por ficar do lado do ser humano.
E é essa a visão que essa linda obra da Ghibli proporciona.



Assista essa preciosidade clicando nesse link: Anitube 


Caros Nerds, preparem seus lenços, porque vocês suarão pelos olhos! Deixe seu comentário...bjossss

comments powered by Disqus

Copyright @ 2013 HQFan Beta.

Distributed By Blogger Themes | Designed by Templateism | MyBloggerLab