8 de ago de 2011

Como Fazer Quadrinhos - Planos Narrativos

 Este post é a continuação dos posts Estruturando a Ideia e Transformando a ideia em Desenho.

Imagine que você está em uma roda de amigos e está contando uma história muito engraçada, como uma viajem que fez semana passada ou mesmo uma piada. Seu recurso mais simples e ágil é a fala. Você usa as palavras para narrar o que aconteceu. Nas histórias em quadrinhos você usa outros recursos para contar histórias: a narrativa visual desenhada e escrita (lembrado que diversas HQs não tem textos, então o desenho acaba tendo um pouco mais de relevância).



Da mesma forma que você precisa entender as palavras e  seus significados pra contar uma história em textos ou falando, você precisa entender alguns recursos visuais pra fazer uma história em quadrinhos. Um desses recursos está presente também nos quadrinhos, cinema, tv, mas em todas as possibilidades visuais. São os Planos Narrativos. Ouvi uma definição para os planos certa vez, mais aplicável ao audiovisual: "um plano é o intervalo entre dois cortes". Ou seja, do momento em que o diretor fala "gravando!" ao momento em que ele grita "corta!". Isso pode até estar certo, mas há uma definição que engloba os planos em todas as mídias: ele é a reunião de todos os elementos limitados pelo enquadramento. Ou seja, tudo o que está no quadrinho, ou tudo o que está na tela, ou no espaço determinado dentro da foto.

Sendo assim, vamos estudar rapidamente os planos. Não são todos os planos existentes, nem de longe, mas são alguns planos básicos pra você possa montar sua HQ:

Plano Panorâmico
Mostra um cenário de forma mais ampla. Sua função é ambientar o público antes de envolvê-lo com os personagens.



Plano Geral
Tem a função de mostrar a relação do personagem com o ambiente. Ele mostra onde está o personagem, o que está fazendo, outras pessoas que possam estar ali com ele.



Plano Americano
Mostra boa parte do corpo de um personagem, mas não tudo. Pode ser considerado plano americano se o enquadramento vai da cabeça até a cintura ou coxa. É um plano narrativo e dramático.



Plano Italiano
É um pouco mais fechado que o Plano Americano. Mostra o personagem a partir do tórax. Ele nos dá um pouco mais de intimidade com o personagem.


Close
Mostra os elementos do rosto do personagem. Nos aproxima ainda mais do personagem e nos dá uma percepção mais clara das suas emoções.



Big Close
Enquadra apenas um único elemento do rosto da personagem, como um olho o a boca. É um plano às vezes simbólico e muito expressivo.



Plano Detalhe
Mostra uma parte do corpo do personagem, um animal ou um objeto. É diferente do Big Close por não se prender à elementos do rosto.



Plano Sequência
Ele não tem cortes. Nas HQs ele exige um pouco mais de cuidado para ser executado (se é que é realmente possível), podendo se tornar uma única e grande ilustração contando uma história. Um bom exemplo de Plano Sequência em vídeos é o videoclipe da música "Oração", da Banda Mais Bonita da Cidade. Observem que a câmera segue as personagens do clipe sem ter nenhum único corte.




Espero que este post tenha sido útil. Como falei, não são os únicos planos existentes, mas com eles você já pode montar sua História em Quadrinhos (ou mesmo seu filme). Agora que falamos sobre como estruturar um roteiro, os desenhos e a narrativa, nos próximos posts vamos aprofundar esses três aspectos da narrativa em quadrinhos. Té mais e não deixem de seguir @_HQFan

Veja também:
Como Fazer Quadrinhos - Estruturando a Idéia
Como Fazer Quadrinhos - Transformando a Ideia em Desenho
Como desenhar Mangá - Cabeça

@Renan_Ishin

comments powered by Disqus

Copyright @ 2013 HQFan Beta.

Distributed By Blogger Themes | Designed by Templateism | MyBloggerLab