7 de dez de 2010

Como Fazer um Fanzine

Os fanzines nasceram na década de 80 com o movimento punk de forma muito parecida com o que esta acontecendo com os blogs hoje em dia. O objetivo era expressar suas idéias atraves do "faça você mesmo". Sem depender de gráficas ou editoras, essas publicações independentes ganharam espaço e se mantém até hoje como uma forma de mostrar trabalhos, reportagens, quadrinhos. Muitos desenhistas e roteiristas iniciantes untilizam os fanzines para mostrar o que fazem, seja entre amigos e outros fanzineiros ou em grandes eventos, onde centenas dessas revistas são trocadas, vendidas e admiradas.

Vamos abordar o moodo mais simples de produzir um fanzine, através da fotocópia (Xerox é marca!). Então, mãos à obra.

1° Passo: A Idéia


Antes de começar a produção é preciso se perguntar: "do que meu fanzine vai falar?" Vai ser uma HQ? Vão ser apenas textos sem imagens? Vai ser um informativo? Vai ter matérias sobre cinema, astronomia ou mulheres? Um fanzine pode abordar vários temas a mesmo tempo, mas de uma forma geral ele precisa ter um foco, uma idéia central. Por exemplo: pode ser uma publicação com duas matérias sobre cinema, uma sobre uma estréia que está para acontecer, como o filme do Lanterna Verde, outra sobre a carreira de um diretor ou ator, como Zack Snyder. Mas posso ainda acrescentar mais 4 páginas de quadrinhos e criar uma sessão de correios (hã... e-mails). Pronto. Temos um fanzine. Os temas podem variar. Podem ser qualquer coisa do universo.

2° Passo: Conteúdo

Você já sabe do seu fanzine vai tratar (se não sabe, volte ao 1° passo). Agora você tem que produzir o conteúdo. Ninguém vai comprar um amontoado de folhas só porque você está vendendo (claro, SE você estiver vendendo-o). As pessoas vão comprar coisas que são do interesse delas. Para isso você precisa conhecer seu publico. O assunto do seu zine atinge que tipo de pessoas? Atinge nerds aficcionados por Star Wars? Atinge adolescentes fãs de animes sobre ninjas? Atinge fãs de poesia? Escreva/desenhe coisas do interesse dessas pessoas.
 
Quando seu conteúdo estiver pronto, não esqueça de revisar tudo o que está para ser publicado. Não é nada legal divulgar um trabalho com erros de grafia, mas a revisão não vale apenas para isso. Algumas vezes novas idéias surgem durante a simples observação do trabalho.

3° Passo: Publicação

Antes de mais nada, é preciso escolher o formato do seu zine. Se você optar por fazer um zine "formatinho", no tamanho de um mangá da JBC ou Panini, por exemplo, pode fazê-lo apenas dobrando uma folha sulfite. Para um zine no formato americano, você vai precisar de uma folha maior. Ao dobrá-la, independente da escolha do tamanho da folha, você consegue automaticamente 4 páginas. Para utilizar bem isto, é preciso um pouco de raciocínio (um pouco mais que saber somar 2 + 2).


Vamos trabalhar com um fanzine de 4 páginas + capa. Para isso vamos precisar de 2 folhas de papel. A primeira folha terá a capa. Ela deve ser montada da seguinte forma:


A segunda folha terá num dos lados a última página do zine do lado esquerdo (a não ser que o sentido de leitura não seja o ocidental) e do lado direito a página 1. No verso da folha, coloque a página 2 do lado esquerdo e penúltima página do lado direito. Desta forma, ao juntar as folhas e dobrá-las, você permite que a leitura corra como numa revista, como no exemplo abaixo:
Caso seu fanzine tenha mais páginas, 12 por exemplo, basta seguir o exemplo abaixo. 

Após estruturado, basta tirar cópias doseu zine e distribuir, recebendo dinheiro pra isso ou não. Mesmo sem dinheiro, é um ótimo exercício de produção e uma experiência muito legal.

comments powered by Disqus

Copyright @ 2013 HQFan Beta.

Distributed By Blogger Themes | Designed by Templateism | MyBloggerLab